Jovem é morta a tiros durante discussão com vizinho por causa de chave de portão

Uma jovem de 23 anos, foi assassinada a tiros no começo da tarde deste sábado, 15 de maio, no Bairro São Marcos, em Cataguases.

Crislaine Inácio Pereira morava no bairro e foi atingida por disparos de arma de fogo após uma discussão com um vizinho. Após cometer o crime o autor fugiu.

Segundo as informações preliminares obtidas pela Polícia Militar que está fazendo o registro do fato, ela teria se desentendido com o vizinho por causa de uma chave de portão.

O homem, pegou o revólver e disparou contra ela que teve morte instantânea, conforme informou a equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) que esteve no local e atestou o óbito.

A perícia técnica da Polícia Civil também foi acionada e após examinar o corpo vai fornecer mais detalhes sobre sua morte. A ocorrência segue em andamento.

Suspeito de matar jovem se entrega à polícia

Foi preso, pouco antes das 15 horas deste domingo, 16 de maio, o rapaz suspeito do assassinato da jovem Crislaine Inácio Pereira, ocorrido neste sábado, 15 de maio, no Bairro São Marcos, em Cataguases.

Ele estava foragido desde o ocorrido, mas a Polícia Militar fechou o cerco contra ele que, se entregou às autoridades acompanhado de um advogado. A informação é do comandante do policiamento em Cataguases, tenente Vinícius Marinato, que desde o início estava à frente das buscas pelo autor do homicídio.

Segundo informou Tenente Marinato, o rapaz, que não teve o nome revelado, tem 21 anos de idade, e foi levado para prestar depoimento na Delegacia Regional de Polícia Civil de Leopoldina. De lá seguiu para o presídio onde permanecerá à disposição da justiça.

Contra ele, completa aquele oficial da PM, também havia um mandado de prisão em aberto por suspeita de participação em uma tentativa de homicídio ocorrida em março último, no Bairro Santa Clara. Por causa disso, ressalta Marinato, o jovem chegou a ser detido, mas liberado após prestar depoimento. “Com a conclusão do inquérito a justiça expediu um mandado de prisão contra ele”, completou o tenente.

Na tarde de sábado, 15, a vítima teve um desentendimento em frente a um dos prédios do Condomínio São Marcos. Eles são vizinhos de frente no mesmo andar e possuem uma proximidade familiar, pois a companheira do rapaz que tirou sua vida é irmã do marido dela, que cumpre pena em Viçosa.

A discussão ocorreu porque foi colocado um cadeado no portão do prédio, mas nem todos teriam a chave para entrar e sair livremente. Inicialmente a jovem discutiu com a mãe do rapaz que chegou em seguida e continuou com o atrito até efetuar um disparo de revólver, que tirou a vida da jovem.

Fonte: Site do Marcelo Lopes


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo