Menina de 5 anos morre após pai lhe amarrar em cadeira e atear fogo em casa



Uma menina de 5 anos morreu após o próprio pai lhe amarrar em uma cadeira e atear fogo em casa. O caso aconteceu, nessa terça-feira (27), em Sete Lagoas, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. O pai dela também morreu.

Augusto Cezar Costa Pinto, de 40 anos, seria usuário de drogas e estava morando há cerca de 60 dias sozinho depois que a mãe da pequena Sophia Emanuela Mendes Costa saiu de casa com ela e outro filho, de 16 anos.

Ontem, a menina havia ido até a casa do pai, pois ganharia um tênis novo. Ele acabou ateando fogo na residência. Equipes do Corpo de Bombeiros foram para o local, mas encontraram Sophia já sem vida. O corpo foi encontrado carbonizado na sala do imóvel.




O pai da menina foi encontrado no quintal da casa. Ele estava inconsciente e teve aproximadamente 90% do corpo queimado. Augusto foi levado para o Hospital de Pronto Socorro João XXIII, em Belo Horizonte, que é referência no tratamento de queimaduras. Ele acabou não resistindo aos ferimentos e também faleceu.

– Ela queria ir para a escola com o tênis novo e mostrar para as coleguinhas. Na volta para casa, a gente não sabe o que passou na cabeça dele para fazer isso. Eu acho que ele tenha premeditado para atingir minha sobrinha. Ele sempre foi bom pai, nunca deixou faltar nada em casa para a família. Amava os dois filhos, não precisava ter feito isso. Agora vamos dar apoio à minha sobrinha e ao outro filho deles – disse um tio de Sophia em entrevista ao O Tempo.

O caso está sendo investigado pela Polícia Civil.

Fonte: Guia Muriaé, com informações de O Tempo

Últimas notícias em vídeo



Envie um comentário

 

Política de moderação de comentários

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o administrador do site pelo conteúdo do mesmo, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste site reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal/familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.