Operação cumpre mandados contra organização criminosa em Visconde do Rio Branco e São Geraldo

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) – Regional da Zona da Mata, em conjunto com a Promotoria Criminal da Comarca de Visconde do Rio Branco, Polícia Militar e Agência Central de Inteligência Prisional (Depen), deflagrou, na manhã desta sexta-feira, 2 de julho, a operação “Duplo Impacto III”. A ação faz parte de investigações que apuram crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico, corrupção de menores e crimes violentos na região.

A ação cumpriu oito mandados de prisão temporária e 10 mandados de busca e apreensão nos municípios de Visconde do Rio Branco e São Geraldo. Também houve o cumprimento de buscas na Penitenciária Professor Ariosvaldo Campo Pires, localizada no município de Juiz de Fora, já que um dos investigados estaria comandando o tráfico de drogas do interior de uma das celas do estabelecimento prisional. Foi efetuada ainda uma prisão em flagrante.

Durante a operação, foram apreendidas munições, drogas (cocaína e maconha) em barras fracionadas e entorpecentes já embalados para o comércio ilícito, além de balança de precisão, diversos aparelhos telefônicos, a quantia aproximada de R$ 22 mil e documentos de interesse investigativo.

Terceira fase

A operação desencadeada nessa data é a terceira fase da operação “Duplo Impacto”, deflagrada inicialmente no dia 10 de março de 2020, que objetivou desmantelar duas organizações criminosas voltadas à prática do tráfico de drogas, porte de armas de fogo, corrupção de menores e crimes violentos. Naquela ocasião, foram cumpridos 10 mandados de prisão, além da apreensão de diversas armas de fogo, coletes balísticos, entorpecentes, celulares, a quantia em dinheiro de aproximadamente R$ 500 mil, entre outros objetos.

Também como desdobramento da operação “Duplo Impacto”, o Gaeco, em conjunto com o Gaeco do Rio de Janeiro e com o CSI/MPRJ (Coordenadoria de Segurança e Inteligência), deflagrou a operação “Dupla Face”, por meio da qual conseguiu prender, no dia 30 de abril de 2021, um dos principais líderes do grupo investigado, que se encontrava foragido da justiça desde o ano de 2017 e que estava residindo na cidade de Campos dos Goytacazes/RJ. O indivíduo é apontado como um dos protagonistas no fornecimento de entorpecentes para a Zona da Mata mineira através de um esquema de tráfico interestadual de drogas.

Com a fase desencadeada nesta sexta, 2, a operação já contabiliza 39 prisões realizadas, sendo que todos os envolvidos continuam detidos.

Também já foram oferecidas quatro denúncias criminais ao Poder Judiciário contra 28 pessoas.

A operação desta sexta-feira contou com a participação de promotores de Justiça, servidores do Ministério Público, tropas especializadas da Polícia Militar e da Agência Central de Inteligência Prisional.

Fonte: MPMG


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo