PM atingida por disparo acidental não resiste e morre



A policial militar Aeonã da Silva Freitas, de 25 anos, não resistiu ao disparo acidental ocorrido no dia 26 de maio e faleceu nesta terça-feira (5).

Aeonã estava terminando o Curso de Formação de Soldados (CFS) no 11º Batalhão de Polícia Militar de Manhuaçu. No dia do fato, ela retornava com outros alunos em um micro-ônibus. Eles foram até a sala da intendência da unidade para desarmarem, quando acabou ocorrendo um disparo acidental de uma pistola.

Ela foi atingida no rosto e imediatamente encaminhada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Manhuaçu. Posteriormente, foi levada para o Hospital João XXIII, em Belo Horizonte. Aeonã não resistiu e acabou falecendo na data de hoje.




Em nota, o comandante-geral da PMMG, coronel Helbert Figueiró de Lourdes, manifestou “as nossas sentidas condolências aos familiares, encontrando-se a Polícia Militar enlutada pela trágica perda, certa de que os sábios caminhos de Deus trarão o conforto a todos que necessitam neste momento”.

A formatura da turma de Aeonã estava prevista para o dia 15 de junho.

Fonte: Guia Muriaé

Últimas notícias em vídeo



Envie um comentário

 

Política de moderação de comentários

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o administrador do site pelo conteúdo do mesmo, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste site reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal/familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.