Traficante de drogas é preso após monitoramento do “Olho Vivo” em Ubá



Um homem de 44 anos foi preso, na noite dessa quarta-feira (14), suspeito de envolvimento com o tráfico de drogas em Ubá.

Por volta das 21h30, após levantamento feito através das câmeras do programa “Olho Vivo”, policiais militares compareceram à Praça Guido Marliere, no Centro, onde abordaram um cidadão, que conforme visualizado pelas câmeras do programa, estaria vendendo drogas em um estabelecimento comercial. Pelas imagens, foi visto quando ele retirava entorpecentes de seu bolso e, após pegar o dinheiro dos usuários, entregava os materiais.

O suspeito foi submetido à busca pessoal e, com ele, foi localizada a quantia de R$ 735,00. Também foral localizados dois pinos cheios de cocaína e um pino vazio da mesma droga. O pino vazio estava em cima de uma mesa e os pinos cheios foram apreendidos após terem sido jogados ao solo pelo abordado.




Diante do fato, o autor foi preso e encaminhado à Delegacia de Polícia, juntamente com as drogas apreendidas. Segundo a PM, ele já havia sido preso por roubo à mão armada e por tráfico de drogas, quando foi detido com 16 kg de pasta base de cocaína.

No estabelecimento foram abordados mais dois indivíduos, que acabaram autuados por uso e consumo de drogas, cada um deles com um pino de cocaína semelhantes aos que foram apreendidos com o suspeito de tráfico.

Fonte: Guia Muriaé

Últimas notícias em vídeo



Envie um comentário

 

Política de moderação de comentários

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o administrador do site pelo conteúdo do mesmo, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste site reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal/familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.