Outubro Rosa é comemorado com palestras de especialistas em Muriaé


Estiveram presentes a equipe e pacientes do Ceae. O ginecologista Marcos Ney falou sobre o câncer de colo uterino e ressaltou a importância de se fazer o exame preventivo. Segundo ele, os cânceres de mama e o de colo de útero são os principais cânceres que levam a mulher ao óbito. “Por isso essa campanha é importante, para lembrar às mulheres que elas têm que se cuidar, fazer os exames de prevenção”, diz o ginecologista.

Em seguida, houve palestra com a ginecologista e obstetra Carla Simões, que abordou sobre câncer de mama. A programação inclui ainda alongamento com o professor Diones Castro e sorteio de brindes. Durante o encontro, o público também pôde esclarecer dúvidas sobre estas doenças e suas formas de prevenção.

Campanha Outubro Rosa

Criada nos anos 1990 para conscientizar mulheres sobre o câncer de mama, a campanha Outubro Rosa é umas principais ferramentas para alertar a sociedade para a prevenção e a importância do diagnóstico precoce.

O câncer de mama é o tipo de câncer que mais mata mulheres ao redor de todo mundo e também no Brasil. De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca), em 2018 o país deve contabilizar 59.700 novos casos em mulheres.

Identificar a doença nas fases iniciais é considerado o maior aliado para um tratamento eficaz. Desta forma, aumentam as chances de cura. É recomendável que o público feminino entre 35 e 69 anos de idade faça o exame de mamografia periodicamente.

O câncer de colo de útero também foi incluído nessa campanha devido ao aumento significativo do número de casos no decorrer dos anos. É o terceiro tipo de câncer que mais mata as mulheres – o segundo é o de reto. Estima-se que entre 15 e 17 mil novos casos são descobertos anualmente, e ocorra em torno de 5 mil mortes anuais. É recomendado se fazer o exame preventivo a partir dos 24 anos até os 64 anos de idade, também de forma periódica.

Para fazer estes exames, tanto a mamografia quanto o preventivo, as mulheres podem procurar a unidade de saúde mais próxima de sua residência.

Fonte: PMM


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Experimentoe o Novo Livre