Resumo da novela O Que A Vida Me Roubou – 22/06 a 26/06

Confira o resumo dos próximos capítulos da novela O Que A Vida Me Roubou (de 22 de junho a 26 de junho), exibida pelo SBT, e fique por dentro dos principais acontecimentos desta semana.

Segunda-Feira, 22 de Junho

Capítulo 46: Pedro vai buscar Esmeralda para advertir-lhe de que ele tem que ir a Água Azul naquela mesma noite, do contrário, se arrependerá. Ela telefona a Renato para pedir lhe ajuda, mas ele desliga o telefone sem lhe dar tempo de explicar nada.

No restaurante, Ezequiel e Carlota falam do porquê de não terem se casado nunca. Ele aproveita a situação para declarar-se.

Alessandro observa Montserrat se vestindo. Adolfo vai à casa de Nádia pedir lhe dinheiro emprestado, mas ela se nega.

Pedro chega e Nádia se retira. Então Adolfo aproveita para contar a Pedro que Demétrio é filho de Benjamin Almonte.

Maria, sentada na sala da casa de Alessandro, diz que estava o esperando para despedir-se. Ele a responde que será melhor assim.

Alessandro vê que Maria cortou as veias e cai desmaiada. Maria, em seu quarto e recuperada, pede a Alessandro que não a tire de sua vida, pois antes disso prefere estar morta.

Alessandro comenta a situação com Rosário, Victor e Macário, dizendo estar preocupado com a situação de Maria. Rosário o diz que Maria apenas deseja chamar a atenção, e que o melhor é tirá-la dali.

José Luis recebe alta e já em sua casa Angélica pergunta se ele falou com Alessandro. No dia que este foi visitá-lo, José Luis desconversa e diz que isso não tem importância.

Angélica pergunta se ele ainda ama Montserrat. Ele confessa que ainda sente um grande apreço por ela, mas deseja vê-la feliz com Alessandro.

Demétrio e Alessandro falam sobre a possibilidade de um exame de DNA. Alessandro concorda em fazê-lo.

Graziela finge arrancar lhe uma mecha de cabelos e os entrega a Alessandro misturando-o a outros cabelos que já estavam no lenço. Montserrat está com Rosário em seu quarto, brincando com o bebê.

Alessandro passa pelo local e pede a Montserrat que vá com ele às compras. Maria chega à casa dos Mendonça e encontra Carlota no jardim com o bebê.

Maria se aproxima e acerta Carlota com uma pedra. Carlota cai desmaiada e Maria leva o bebê.

O padre Anselmo chega com Sofia e Macário. Maria se assusta ao vê-los e o padre pergunta o que ela está fazendo, Maria responde que Alessandro a pediu que cuidasse de seu bebê, enquanto ele estivesse fora com Montserrat.

Sofia se emociona de ver o pequeno Lauro, e o segura com afeto. Carlota reage e grita assustada, pois não encontra o bebê, Maria foge.

Pedro chama Demétrio e o promete ajuda na briga pela metade da herança de Benjamin Almonte.

Terça-Feira, 23 de Junho

Capítulo 47: Carlota telefona para Ezequiel para pedir ajuda, pois Maria tentou roubar Laurinho dela e a golpeou na cabeça. Maria chega à fazenda, Célia a recebe e diz que Esmeralda também chegou para passar uns dias por lá.

Montserrat e Alessandro falam do batizado de seu filho e sobre renovar seus votos. Montserrat se entristece ao lembrar de como seu pai morreu.

Alessandro a consola e pede perdão, pois se sente culpado do ocorrido. Montserrat se oferece para ajudar Rosário a arrumar-se.

Angélica está na cama descansando, pois está esgotada. Amélia pede que ela se cuide bem.

Demétrio encontra Josefina e Adolfo em um restaurante aos beijos e fica com muito ciúme. Josefina se emociona e propõe a Adolfo que sigam causando ciúme em Demétrio.

Rosário conta a Montserrat e Alessandro como foi que trouxe o filho ao mundo, e os revela que Alessandro é fruto de uma violação e ela foi vítima de uma acusação da qual era inocente, porém depois do nascimento de Alessandro, tirou de seu coração todo o rancor e ódio que ainda nutria por Benjamin Almonte. Alessandro diz a sua mãe que a compensará por tanto sofrimento e que se orgulha muito em ser seu filho, pois não deve ter sido fácil ter passado 30 anos na prisão sem ter culpa alguma.

Rosário responde que não foi difícil, pois nunca perdeu a esperança de voltar a vê-lo. Graziela se zanga com Demétrio por este ter contado assuntos pessoais a Adolfo.

Esmeralda diz a Maria que se está ali é porque seguramente Alessandro e Montserrat estão juntos, e lhe dá muito gosto que eles sejam felizes, pois se merecem. Maria responde que Montserrat a tirou tudo e se encarregará pessoalmente de que ela seja muito infeliz.

O padre Anselmo diz a Rosário que gosta muito que ela tenha decido dizer toda a verdade a Alessandro e vivam como mãe e filho. José Luis diz a Renato que Alessandro e Montserrat assinaram os papeis do divórcio, porém não deixará Angélica, que esteve sempre a seu lado.

Carlota diz a Alessandro e Montserrat que Maria a agrediu e tentou levar o bebê, mas por sorte o padre Anselmo chegou e a impediu. Graziela diz a Alessandro e Montserrat que eles deveriam aceitar a proposta de Angélica de serem ela e José Luis os padrinhos do batizado de Laurinho.

Alessandro diz a Montserrat que deveriam aceitar que José Luis e Angélica sejam os padrinhos de seu bebê, pois é amiga de Angélica. José Luis se surpreende ao ver Montserrat e Alessandro em sua casa, e mais ainda que eles o pedem que juntamente com sua esposa aceitem ser padrinhos de seu filho.

Alessandro diz que após o batizado ele e Montserrat se casarão novamente.

Quarta-Feira, 24 de Junho

Capítulo 48: Angélica, muito feliz, diz a Alessandro e Montserrat que adoraria ser madrinha do bebê e que acha muito romântico que eles voltem a se casar. José Luis questiona Montserrat se é isso o que ela deseja.

Ela responde que sim, que ama Alessandro e quer estar com ele até a morte. Demétrio diz a Josefina que sabe que é um homem imprestável, então a deixará livre, pois merece um homem que a ame de verdade.

José Luis diz a Alessandro que não suportará vê-lo perto de Montserrat. Alessandro, feliz, diz ao padre Anselmo que sua mãe tinha razão ao dizer que Montserrat o ama, e por isso decidiu-se por ficar a seu lado.

O padre questiona se ele ainda tinha dúvidas. Alessandro responde que não, ainda que custe a aceitar que José Luis ocupe um lugar importante no coração de Montserrat.

O padre diz que José foi apenas a primeira ilusão de Montserrat. Maria tenta convencer José Luis a aliar-se a ela para separar Alessandro e Montserrat.

Como ele não quer, ela diz que Alessandro se aliou a Graziela para tirá-lo do caminho. Maria lhe mostra as terras de propriedade de Alessandro e lhe diz que se há gente armada por lá é porque deve haver algo ilícito.

José Luis diz que se suas suspeitas estiverem certas, Alessandro não só poderia ir para a cadeia como perder tudo. Ele diz que se Maria deseja isso, ela responde que prefere ver Alessandro na cadeia do que brincando de família perfeita com Montserrat.

José Luis se surpreende quando Maria revela que preferiria ver Alessandro preso do que estar ao lado de Montserrat. Josefina se surpreende ao ver Tomás chegar.

Furioso, Tomás exige a Adolfo que se afaste de sua irmã e diz a Josefina que ela vai de mal a pior, pois depois de se casar com um inútil que a abandonou, agora se consola com Adolfo, que é pior que o primeiro. Ele diz que ficará uns dias com ela para colocar ordem em sua vida.

Montserrat diz a José Luis que sua esposa ficou muito mal e lhe pediu que a acompanhasse até que ele chegasse. José Luis diz a Montserrat que já não a ama e Montserrat responde que sempre terá um carinho muito especial por ele, mas o único homem que pode amar é Alessandro.

José diz a Montserrat que diga a seu esposo que ele e Angélica aceitam o pedido para que sejam padrinhos de Laurinho. O padre Anselmo tenta convencer José Luis a não aceitar ser padrinho do filho de Alessandro e Montserrat.

José responde que não pode negar o pedido, pois o fizeram pessoalmente e Montserrat sempre será muito importante em sua vida. O padre diz que Montserrat ama Alessandro e esse amor é sagrado.

José Luis diz que Montserrat o amava e Alessandro a tirou dele. Pedro diz a Joaquim que se lembre que é seu único sócio, e assim não pode permitir que Alessandro descubra o que estão semeando em suas terras.

Nádia diz a Montserrat que sua vida ao lado de Pedro é um inferno e ele a acaba de propor algo que lhe deu muita vergonha. Montserrat aconselha a amiga que o deixe e Nádia responde que ele poderia matá-la se o fizesse.

Pedro, cínico, propõe a Victor ser amante de sua esposa. Tomás diz a Josefina que ela deve ir viver com ele na capital, e se não o aceitar, a tirará tudo.

Josefina questiona se ele seria capaz disso. Ele responde que sim e de muito mais.

Quinta-Feira, 25 de Junho

Capítulo 49: José Luis chega e se surpreende ao ver Renato ameaçando Pedro com uma arma. Renato o diz que Pedro estava a ponto de agredir sua esposa.

Pedro responde que eles só estavam conversando e que seria incapaz de agredi-la. Nádia concorda com o marido.

Um homem encontra Maria e tenta seduzi-la. Ezequiel se dá conta e ordena a Adolfo que o mate.

Ele responde que não. Ezequiel mata o homem e adverte Adolfo que se ele voltar a desobedecê-lo, será morto.

Renato diz a Nádia que não entende porque ela defendeu Pedro se ele estava a ponto de agredi-la. Nádia responde que está confusa.

Pedro diz a Ezequiel que José Luis se apresentou em sua casa para lhe fazer perguntas sobre as terras de Alessandro e o que nelas cultivam. Ezequiel manda, de imediato, que queimem todo o cultivo para apagar toda a evidência.

Pedro ordena que ele não o faça, pois na Marinha todos sabem que essas terras pertencem a Alessandro e é ele quem irá pagar pelo que é cultivado no local. Adolfo diz a Pedro que não quer trabalhar com ele.

Pedro responde que já está mais que metido em suas coisas e que não sairá mais dos negócios. O capitão Robledo diz a José Luis que já mandou um fiscal as terras de Alessandro.

Pedro diz a José Luis que nas terras de Alessandro existem cultivos ilícitos, e isso o fará ser detido imediatamente. José Luis diz a Alessandro que a Marinha já descobriu que estão cultivando drogas em suas terras e que há uma ordem para detê-lo.

Alessandro diz que não acredita que ele tenha sido capaz de inventar algo assim para impedir seu casamento com Montserrat. José Luis responde que não é invenção, mas uma realidade.

Alessandro jura inocência e diz que Joaquim agiu por suas costas. José Luis responde que se é assim, não deve preocupar-se.

Pedro diz a Joaquim que a Marinha descobriu os cultivos e irão deter Alessandro. Montserrat pergunta a José Luis o que acontece.

Ele diz que ela deveria perguntar isso para Alessandro. Começa o casamento civil de Montserrat e Alessandro, bem como o batizado do pequeno Lauro.

Maria, chorando, suplica a Adolfo que a ajude a sair da cadeia. Ele responde que não pode fazer nada, porque seu cunhado seria capaz de matá-lo.

Maria pede que diga a Alessandro onde ela está. Adolfo responde que não pode falar.

Além disso, ele diz que Alessandro acaba de se casar com Montserrat. José Luis diz a Alessandro que chegou o momento de detê-lo.

Sexta-Feira, 26 de Junho

Capítulo 50: José Luis diz a Alessandro para ser sincero. Alessandro diz que é inocente e que, se José Luis acreditar nisso, impedirá que uma injustiça aconteça com ele.

José Luis responde que sabe que ele não é esse tipo de pessoa, então, tentará não permitir que isso aconteça com ele. Alessandro diz que mesmo sendo difícil, nada nem ninguém vai separá-lo de Montserrat e seu filho.

Demétrio diz a sua mãe que Josefina ficará com ele enquanto se reconcilia com seu irmão. Graziela responde que não permitirá, então Demétrio diz que aquela também é sua casa.

José Luis diz a Alessandro que Joaquim confessou que ambos estavam em comum acordo para assassiná-lo. Alessandro desmente a história.

O capitão Robledo diz a Joaquim que não acredita que Alessandro seja seu único sócio. Demétrio diz a sua mãe que se ela não tratar bem Josefina, ele confessará um de seus segredos a Alessandro.

Graziela, chorando, diz que o filho acaba de destruir seu coração. Alessandro diz ao capitão Robledo que eles deveriam investigar a Pedro também.

O advogado Cervera, Alessandro e Demétrio se dispõem a abrir o envelope com o exame de DNA para saber se Demétrio é filho de Benjamin Almonte. Pedro chega e diz que é o advogado de Demétrio.

Cervera diz que o exame deu positivo, mas é impossível que a amostra seja de Demétrio. Alessandro, furioso, diz que tentaram fazê-lo de bobo.

Demétrio acusa Graziela de tê-lo enganado com o exame de DNA. Demétrio diz a Josefina que não suporta sua mãe, assim o melhor é que partam.

Josefina pergunta onde irão viver e alerta ao esposo que ele precisa trabalhar. Rosário diz a Alessandro que chegou uma mulher procurando por seu pai e dizendo ser sua sobrinha.

Montserrat diz que supõe que Benjamin não tinha parentes, por isso Alessandro herdou tudo. Alessandro responde que não tinha conhecimento dessa sobrinha.

Alessandro diz a Fabíola que seu pai morreu. Ela se surpreende e diz que não sabia que seu tio tinha um filho, pois ele jamais lhe disse nada.

Amélia diz a Macário que Benjamin levou a filha de Graziela para os Estados Unidos, a deixou com sua irmã, e pediu que ela e seu esposo a criassem como se fosse deles. Amélia ainda diz que ninguém sabe que essa menina existe, além de Graziela.

Fabíola diz a Alessandro querer ver o testamento de seu tio, pois ele já havia a confessado que tudo que tinha seria para ela. Alessandro responde que seu pai sempre o renegou, mas antes de morrer, por meio do padre Anselmo, Benjamin o reconheceu como filho.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Experimentoe o Novo Livre