Eleições 2012 – TRE-MG emite mais de três mil notificações por propaganda irregular



Cavaletes apreendidos pelos cartórios eleitorais de Belo Horizonte se acumulam no Centro de Apoio do TRE-MG

As notificações a candidatos, partidos ou coligações para retirada ou regularização de propagandas irregulares (3.281) foram emitidas nos meses de julho (538) e agosto (2.743), pelas zonas eleitorais de todo o Estado de Minas Gerais. Trata-se principalmente de placas, faixas, carros de som e muros pintados que desrespeitam a legislação eleitoral, conforme Resolução 23.370/2011 do TSE. Nesse período, foram recolhidas 1.762 peças de propaganda instaladas irregularmente, como cavaletes, banners, faixas e placas.




As irregularidades encontradas nas propagandas já levaram à aplicação de quase duzentas multas em Minas Gerais, condenando os infratores ao pagamento de valores que somam, até o momento, cerca de R$1,2 milhão. Muitos dos candidatos multados recorrem ao Tribunal contra a decisão nas representações de primeira instância.

Especificamente no caso de Belo Horizonte, desde o dia 6 de agosto até a última semana, os cartórios recolheram 810 cavaletes instalados irregularmente na cidade. Todo o material foi encaminhado para o Centro de Apoio do TRE-MG.

A lei é clara ao proibir propaganda eleitoral em postes de iluminação pública e sinalização de tráfico, viadutos, passarelas, pontes, paradas de ônibus, árvores, jardins públicos e em bens públicos de modo geral. Em bens particulares, devidamente autorizados, a propaganda não pode ultrapassar 4m² e os outdoors são proibidos.

Em relação aos cavaletes, não podem ser instalados de forma que dificultem a circulação de veículos e pessoas, e só podem estar nas vias públicas entre 6h e 22h.

As constatações feitas pelos cartórios, muitas das quais a partir de mensagem recebida pelo Denúncia On Line, são geralmente encaminhadas ao Ministério Público Eleitoral, que pode entrar com representação contra a propaganda irregular do candidato junto aos juízes eleitorais responsáveis em cada município.

Quem quiser denunciar propaganda irregular, pode fazê-lo através do Denúncia Online ou nos próprios cartórios eleitorais.

Últimas notícias em vídeo



Envie um comentário

 

Política de moderação de comentários

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o administrador do site pelo conteúdo do mesmo, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste site reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal/familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.