Homem é condenado a 12 anos de prisão por homicídio em São João Nepomuceno

Em julgamento realizado na última semana, o Tribunal do Júri de São João Nepomuceno, na Zona da Mata mineira, condenou o réu N.F.S.C. pelo assassinato da vítima W.S, dando-o como incurso nas sanções do artigo 121, § 2°, 1, do Código Penal. A pena fixada foi de 12 anos de reclusão, a ser cumprida, inicialmente, em regime fechado.

O crime ocorreu em 26 de dezembro de 2019, no povoado Cachoeirinha, distrito de Roça Grande. Segundo a denúncia oferecida pelo Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), por meio da 1ª Promotoria de Justiça de São João Nepomuceno, a vítima foi assassinada a tiros por motivo de vingança, pois teria se apropriado de drogas do denunciado.

Além do motivo torpe, a denúncia apontou a incidência da qualificadora do uso de emboscada e recurso que dificultou a defesa da vítima, já que esta foi atraída a um local ermo pelo réu e outros dois denunciados, sendo surpreendida com o ataque.

O Conselho de Sentença condenou o acusado pela prática do homicídio qualificado pelo motivo torpe, não reconhecendo, porém, a procedência da qualificadora da emboscada e recurso que dificultou a defesa da vítima. A acusação foi feita pela promotora de Justiça Soraya Silva Guedes.

O crime

Conforme a denúncia, os três denunciados são integrantes de uma quadrilha criminosa que atuava no distrito de Roça Grande. O trio atraiu a vítima para a local do crime para, supostamente, se divertir e fazer uso de bebida alcoólica, quando, na realidade para lá se dirigiu com o objetivo de tirar a vida dela. Após a distraírem, fazendo com que ela se banhasse na cachoeira existente no local, os acusados a assassinaram e fugiram, deixando-a morta no local.

Os outros dois acusados ainda serão levados a júri popular.

Fonte: MPMG


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo