Sejusp leiloa, de forma inédita, imóveis apreendidos em operações contra o tráfico de drogas

Pela primeira vez certame inclui uma casa e um galpão; ação busca angariar recursos e reforçar políticas do Fundo Nacional Antidrogas

Uma casa e um galpão apreendidos em operações contra o tráfico de drogas e crimes relacionados serão leiloados pela Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) no próximo dia 20/7. Trata-se do Leilão de Imóveis 001/2022, o primeiro certame dessa modalidade realizado pela Secretaria, por meio da Subsecretaria de Prevenção à Criminalidade (Supec).

O imóvel residencial está localizado em Santa Luzia, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. É uma casa de 360 metros quadrados, com três quartos, sala, cozinha, banheiro, área de serviço, varanda, piscina e garagem. Já o galpão comercial fica em Montes Claros, no Norte de Minas, e tem 300 metros quadrados, com dois ambientes, escritório, depósito, lavabo, salão no segundo pavimento e área descoberta aos fundos.

Os lances já estão abertos e podem ser realizados na página https://www.mgl.com.br/leilao/leilao-de-imoveis-ministerio-da-justica-senad-mg/1932/#Pagina=1&Index=1. No endereço eletrônico estão detalhadas fotos e informações sobre cada bem. Os agendamentos prévios para visitação dos imóveis podem ser feitos por meio dos telefones de contato disponíveis nos editais. O leilão será on-line. Mais informações no edital, acessando o documento https://www.mgl.com.br/preview/40eb8fde-0d58-4932-9afd-095f93e073b7.pdf.

A subsecretária de Prevenção à Criminalidade em exercício, Flávia Mendes, ressalta o trabalho conjunto realizado para buscar melhores arrecadações a cada leilão. “A Sejusp, a partir da Subsecretaria de Prevenção à Criminalidade, tem trabalhado junto às forças de segurança e demais parceiros para cada vez mais qualificar os leilões dos bens apreendidos e perdidos em favor da União. No próximo dia 20, vamos realizar o primeiro leilão de bens imóveis, já que até então sempre foram bens móveis, como carros, motos e caminhões. Isso certamente irá incrementar os valores arrecadados pela Sejusp, valores estes que futuramente a União poderá reverter em projetos de combate ao tráfico de drogas”, detalha.

A iniciativa

Os leilões, que buscam garantir a eficiência na gestão de bens perdidos em favor da União e trazer receita aos cofres públicos, fazem parte do projeto federal “Esforço Concentrado para a Redução dos Bens Aguardando Destinação”, do Ministério da Justiça e Segurança Pública, via Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (Senad), em parceria com o Governo do Estado de Minas Gerais, por meio da Sejusp. O objetivo é garantir a alienação de bens destinados ao Fundo Nacional Antidrogas, aplicando os recursos na gestão do fundo.

Fonte: Agência Minas

Receba nossas notícias direto no seu WhatsApp! Envie uma mensagem para o número (32) 99125-5754 ou pelo link https://wa.me/5532991255754

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo