Home / Notícias / Saúde e Bem-Estar / Gripe já provocou a morte de 12 pessoas em Minas Gerais

Gripe já provocou a morte de 12 pessoas em Minas Gerais

Influenza

Em Minas Gerais o período epidêmico das doenças respiratórias corresponde aos meses do inverno e outono. As infecções virais respiratórias agudas são as que ocorrem com maior frequência neste período. Mais de 10 gêneros de vírus com mais de 200 tipos antigenicamente diferentes são responsáveis por estas infecções. O resfriado é a infecção mais comum, principalmente em crianças na idade pré-escolar. A gripe ou Influenza pode ocorrer durante todo ano, mas a maioria dos casos ocorre no período epidêmico que dura de 5 a 6 semanas. Neste período, a influenza pode acometer 10 a 40% da população. Durante a epidemia é observado aumento de morbidade e mortalidade principalmente relacionado ao aumento de taxas de pneumonia e outras complicações relacionadas à doença. Em 2013 estão circulando no Estado a influenza A H1N1, A/H3N2 e Influenza B.




Em 2009, uma nova cepa do vírus influenza foi identificada como Influenza A/H1N1. Em agosto de 2010, após evidência epidemiológica (dados registrados), a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou a pandemia como encerrada. Mesmo com o fim da Pandemia o vírus continua a circular, produzindo surtos localizados. A partir de janeiro de 2010, são de notificação compulsória apenas os casos de síndrome respiratória aguda grave (SRAG) que requereram internação e os surtos de síndrome gripal (SG) em instituições fechadas. É importante ressaltar o tratamento com antiviral oseltamivir, para os casos suspeitos de SRAG e de SG com fator de risco associado ou de SG sem fator de risco. Este tratamento deverá ser iniciado o mais precocemente, se possível nas primeiras 48 horas do início dos sintomas.

Em 2012 foram notificados à SES-MG 3.132 casos e destes 186 (5,9%) foram causados por vírus influenza sazonais.

Este ano, já foram notificados 12 óbitos por Influenza, sendo 11 por Influenza A H1N1 e 1 Influenza B.




Fonte: SES-MG




Confira também

Prefeitura de Muriaé desmente fake news sobre fechamento do Centro Viva Vida

Ao contrário do que diz o boato que está circulando pelo WhatsApp, a Prefeitura de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *