Acusado de homicídio no Sossego se apresenta a Polícia Civil

Homicídio na cachoeira do Sossego

Se apresentou na sexta-feira (11), na sede da 4º DRPC, no Safira o homem que foi visto por testemunhas e é acusado de ter cometido um homicídio no Sossego, na noite de domingo, 30 de dezembro, por volta de 19h40. A vítima Ismair Pacheco de Paula, de 30 anos, morador do distrito de Itamuri foi atingida por três tiros e morreu no local.

Segundo o homem que se apresentou, juntamente com seu advogado, a vítima há cerca de 10 anos matou, covardemente o filho de um amigo seu em Itamuri. Durante o período de investigações, ele e o pai do rapaz assassinado colaboraram diretamente com a polícia para que o autor (Ismair), fosse preso, o que segundo ele, não aconteceu. Ele disse que a alguns meses reencontrou Ismair, que o ameaçou dizendo que não esqueceu do que eles fizeram e que iria se vingar.

No dia do crime, ele disse ter ido com amigos para a cachoeira do sossego, por volta de 15 horas, para fazerem um churrasco, e depois de um tempo que estava no local, Ismair se aproximou, pegou uma faca e disse que se ele não se retirasse do local, seria morto. De imediato ele saiu da cachoeira e foi para casa, no bairro Santana, onde arrumou suas roupas, esperou passar um tempo e pegou seu revólver, calibre 32 para dar fim na situação, já que estava sendo ameaçado. Ainda segundo ele, assim que retornou a cachoeira, identificou Ismair no meio do pessoal, se aproximou e efetuou os três disparos, saindo em seguida, em seu próprio veículo, seguindo para BH onde trabalha.

Após sua declaração, o autor ouviu as instruções passadas pela polícia e saiu sabendo que vai aguardar o desenrolar do inquérito em liberdade, até que a justiça dê sua sentença final.

Fonte e foto: Claudio Cordeiro


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo