Jogos de cassino: processo de liberação está parando



Em sentido contrário ao que falamos, em artigo do dia 15 de março, parece que o processo de liberação dos jogos de azar está parando.

Depois da votação negativa pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado Federal, no início daquele mês, os senadores promotores da iniciativa afirmaram que não deixariam o assunto morrer, mas o fato é que até o momento não há novidades sobre o tema.

Mesmo ainda com o restante do ano para o assunto ser tratado, existem fatores importantes que podem efetivamente estar contribuindo para que o processo esteja parando.

Assunto polêmico

No início do ano, uma enquete do Paraná Pesquisas concluiu que, apesar de toda pressão efetuada no sentido da liberação dos jogos de azar nos últimos dois anos, o tema é tudo menos consensual. Os resultados mostraram que a sociedade brasileira está dividida 50-50, ou mais precisamente 45%-45%, com uma variação muito pequena, e mais 10% de pessoas sem opinião ou indecisos. Qualquer decisão sobre esse tema vai gerar oposição bem forte, tanto para um lado como para o outro. Assim, se cria uma tendência que leva a que seja mais fácil deixar como está.

Ano eleitoral

Muito se falou que o presidente Temer seria favorável à liberação dos jogos de cassino mas não estaria se arriscando a declarar isso publicamente por recear uma reação muito negativa de seus aliados políticos. Em ano de eleição presidencial, e com o atual presidente pensando se candidatar, parece compreensível que ele não queira correr demasiados riscos em um assunto em que pode ter mais para perder do que para ganhar.

Manter como está é fácil

Como falámos acima, manter a situação atual como está pode ser mais fácil do que levar a uma alteração. Até porque quem já acessa o redbet.com/br ou outra plataforma de cassino online vai continuar fazendo o mesmo, quem já pega um voo até Punta del Este ou Las Vegas vai continuar fazendo o mesmo, e se suspeita que a casa de jogos Winfil, que está expandindo sua atividade a partir do Rio Grande do Sul, vai continuar fazendo o mesmo, também.

Será que vai bobear mesmo?

É muito cedo para falar. O lobby favorável ao levantamento da proibição de 1946 nunca foi tão forte como agora, não só pela força dos empresários mas também pela mudança social e pelas condições diferentes trazidas pela tecnologia. Afinal, se 45% da população apoia a liberação dos jogos de cassino, talvez nunca essa porcentagem tenha sido tão elevada, desde 1946, como agora. O tema vai continuar aparecendo, certamente.

Últimas notícias em vídeo



Envie um comentário

 

Política de moderação de comentários

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o administrador do site pelo conteúdo do mesmo, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste site reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal/familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.