Personalidades de Muriaé – Dermeval Olivier de Paula

Natural de Barão do Monte Alto, Dermeval Olivier de Paula nasceu em 09 de abril de 1908, filho de Antônio Olivier de Paula e de Olívia de Paula. Viveu em Muriaé durante vinte e quatro anos, no período de 1942 a 1966. Formou uma família cujos membros, a esposa Inah Nogueira de Paula e seus filhos, Helena Nogueira de Paula, Solange Nogueira de Paula e Romeu Nogueira de Paula, sempre participaram da vida comunitária através do trabalho honesto e da dedicação às boas causas, cultuando princípios de dignidade, compreensão e amor. Princípios, aliás, que o homenageado, ainda em vida, sustentava e defendia com intransigência e bravura.

Dedicou a maior parte de sua vida à profissão de motorista. Ele foi proprietário da linha de ônibus para Carangola, teve um caminhão para serviços de frete e, por fim, foi taxista. Foi dele a idéia de criar o primeiro ponto de táxi do município, na Praça João Pinheiro, com telefone comum para os colegas. Por conta dessa iniciativa, ele recebeu justa homenagem através de uma placa de agradecimento.

Sua paixão pelo esporte levou-o a ser Presidente do Nacional Atlético Clube, o qual lhe dava a oportunidade de um livre extravasar de emoções. Mas, sem agressividade, pois o máximo que fazia era traduzir em palavras o descontentamento com a atuação dos juízes nas partidas de futebol.

Homem de modo simples, seu único capricho cotidiano era o táxi, objeto de trabalho que ele lustrava e limpava pessoalmente, no fundo da garagem de sua casa. O comportamento em família era irreparável. Calmo, companheiro e compreensivo, tudo fez para contribuir com a educação e com a formação da personalidade dos filhos.

Dermeval deixou assinalado na lembrança e na saudade de cada amigo sua cativante personalidade. Em 18 de novembro de 1966, ele foi vítima de uma violência marcada por atos de perversidade, tombando em pleno trabalho. A sua morte constitui uma legenda de sacrifício e um permanente brado de alerta na luta incessante que a nossa sociedade deve travar contra os marginais.

A vida de Dermeval Olivier de Paula, que tem netos e bisnetos que seguem seu caminho e sua memória, resume-se neste pensamento: “Tudo que existe de significativo no mundo nasce de um trabalho bem realizado”.

Localizada próxima à área central da cidade, há uma pequena travessa com o nome de Dermeval Olivier de Paula, já que foi ele o proprietário do terreno que, atualmente, faz frente com essa passagem pública e une a beira do Rio Muriaé, hoje, Avenida Juscelino Kubitschek, com a Rua Coronel Marciano Rodrigues. Sua denominação foi formalizada pelo decreto 266 de 1976, assinado pelo então Prefeito Paulo Fraga, que buscou fazer uma homenagem da comunidade a quem teve expressiva participação na vida de Muriaé e contribuiu com belo exemplo de cidadania a ser imitado e perpetuado.

Fonte: João Carlos Vargas e Flávia Alves Junqueira / Memorial Municipal


Um Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo